Lições Bíblicas: “Somente em Jesus temos a verdadeira prosperidade”

Lição 13 — 1.° trimestre de 2012

Esta é a última lição do trimestre, e a “Orientação pedagógica” sugere que você indague dos alunos qual a lição eles acharam mais importante. De minha parte, sugiro que você faça uma lista das três ou quatro que que julgou mais significativas e depois compare com as respostas dos alunos.

Inicie a lição destacando o versículo 7 da “Leitura bíblica em classe”, porque há nele uma ligação direta com o tema deste domingo. A expressão “em mim”, ou seja, “em Jesus” ou “em Cristo” ou “no Senhor”, é bastante banalizada na igreja, contudo é um conceito teológico importante, que ressalta a vida vivida sob o senhorio de Cristo e em obediência a ele. Observe que os versículos anteriores usam a figura da videira e seus ramos para ilustrar o forte vínculo que deve existir entre o nós e Jesus Cristo. Você encontrará mais explicações sobre essa expressão num dicionário teológico. Ou pode consultar um comentário bíblico sobre passagens como Romanos 16.7, 1Coríntios 1.30, Gálatas 1.22 e 1Tessalonicenses 3.8, entre outras (são dezenas de ocorrências).

A vida abundante consiste no equilíbrio

O autor aqui se refere ao equilíbrio na questão da riqueza e da pobreza. Os pregadores da prosperidade não levam isso em conta. Suas promessas contemplam apenas o sonho da fortuna, sem analisar possíveis consequências. A verdade é que muita gente sonha em ter muito dinheiro, mas depois não sabe o que fazer com ele. Uma americana chamada Evelyn Adams conseguiu a proeza de ganhar duas vezes na loteria (em 1985 e 1986). Os prêmios somaram  5,4 milhões de dólares. Mas, depois de perder a maior parte da fortuna em jogos de azar, acabou indo morar num trailer. São muitas as histórias de pessoas que nunca tiveram posses, ganharam milhões na loteria e em poucos anos estavam pobres de novo. Outros, por causa do dinheiro, se tornam orgulhosos e se afastam das pessoas que os amam.

O melhor é pensar como Agur: “Não me dês nem a pobreza nem a riqueza; dá-me o pão que me for necessário” (Pv 30.8). Devemos estar atentos às nossas inclinações e evitar a prosperidade material que nos induza a ter mais afeição por Mamom que pelo Senhor Jesus Cristo (Mt 6.24).

Corrigindo erros acerca da pobreza

Os teólogos da prosperidade insistem em que a pobreza é resultado de maldição e de uma vida espiritual deficiente. Relembre os alunos do que já foi estudado estudamos em outras lições: a vida espiritual não está condicionada à situação financeira. Ao mesmo tempo, por saber que a busca por riquezas tem os seus perigos, não devemos demonizar a prosperidade material. O que importa é ter equilíbrio espiritual em qualquer situação (leia Fp 4.12; esse texto já foi estudados em outras lições).

O mundo, por não se espelhar nos ensinos saudáveis da Bíblia, não sabe lidar com as riquezas. O egoísmo, a ganância e outras atitudes reprováveis criaram um mundo caracterizado pela desigualdade social e pela injustiça. Sobre esse assunto, escrevi o artigo “Pobreza é riqueza” (leia aqui). Mencione os exemplos ali citados ou pesquise você mesmo fatos que ilustrem essa realidade, não vai ser difícil encontrar.

A vida abundante não superestima o corpo nem nega a alma

Explique aos seus alunos que a vida “abundante” diz respeito à abrangência, não aos excessos. Essa verdade é percebida nesta recomendação de Paulo: “O vosso espírito, alma e corpo sejam conservados íntegros e irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo” (1Ts 5.23). O espírito, a alma e o corpo indicam a abrangência — o nosso ser inteiro e todas as áreas da vida com que se relaciona. Os adjetivos “íntegros” e “irrepreensíveis” destacam a característica do  equilíbrio.

Se você abusa do corpo, estará sujeito a contrair doenças, a sofrer acidentes e até morrer. Se não há equilíbrio intelectual, você pode se tornar fanático. Se não há equilíbrio emocional, pode sucumbir a alguma obsessão. Se não há equilíbrio na vontade, pode virar um perigo para as pessoas que o cercam. Se não há equilíbrio espiritual, você pode abraçar a apostasia e perder a salvação. E temos de convir em que um desequilibrado com dinheiro não é uma boa combinação. A capacidade de ser próspero conforme a Bíblia ensina só é possível para quem está “em Cristo”.

About these ads

2 comentários em “Lições Bíblicas: “Somente em Jesus temos a verdadeira prosperidade”

  1. Depois do que o Valdemiro Santiago fez com o dinheiro da igreja que os fiéis doaram, só nos resta clamar: MARANATHA!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s