Lições Bíblicas: “A enfermidade na vida do crente”

Lição 2 — 3.° trimestre de 2012

A lição desta semana traz um tema que tem dado margem a muitas interpretações e, por isso mesmo, gerado muitos equívocos: a doença na vida do crente. Os debates envolvem a sua origem, a convivência com ela e a possibilidade de cura. Em cada um desses subtemas, deparamos com diversos questionamentos.

A origem das enfermidades

Uma discussão milenar no seio da Igreja é sobre a origem das enfermidades. Há quem diga que toda doença tem origem no pecado, outros afirmam que a doença não tem nenhuma relação com o pecado. De certa forma, a primeira afirmação não está errada, porque as enfermidades só entraram no mundo por ocasião da queda do ser humano no pecado (Gn 3). As doenças surgiram a partir daí. Mas isso não significa que toda doença seja resultado/ castigo de algum pecado cometido além do original.

Também não devemos ir ao outro extremo. No exemplo bíblico citado pelo autor, Jesus nega que a cegueira de um homem que ele e os discípulos encontraram no caminho tivesse origem em algum pecado, do cego ou dos pais dele (Jo 9.1-3). Mas isso não significa que não haja doença contraída dessa forma, ou seja, como consequência do pecado (leia Lv 26.14-16a). Essa realidade parece não ter mudado na era da Igreja, pois em 1Coríntios 11.29,30, Paulo declara: “O que come e bebe indignamente [a ceia do Senhor] come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do Senhor. Por causa disso, há entre vós muitos fracos e doentes…”. Sobre essa passagem, diz o Comentário bíblico popular (mundo Cristão): “Como resultado da falta de julgamento próprio, alguns dos membros da igreja de Corinto [...] foram acometidos por males  físicos [...]. Uma vez que não julgaram o pecado em sua vida, o Senhor teve de tomar medidas disciplinares”.

Você pode sugerir esta discussão aos alunos: se uma pessoa contrai uma doença venérea como resultado de sua vida pregressa ou de um caso extraconjugal, isso é doença causada pelo pecado ou uma doença “natural”, ainda que originada num contexto pecaminoso?

Há doenças que fazem parte do processo de provação divina, como é evidente no caso de Jó. Os adeptos das teologias triunfalistas não aceitam de modo algum essa possibilidade. Não podem entender que algo negativo possa resultar num bem. Talvez nunca tenham lido a história de José do Egito ou o texto de Romanos 8.26-28. Não está claro se o caso de Timóteo, citado pelo autor, se encaixa nessa categoria.

O caso de Jó também é comprovadamente de origem maligna, mas não de possessão demoníaca. Mas é fato que os demônios podem deixar suas vítimas doentes. Pesquise comentários sobre os textos de Marcos 9.17 e Lucas 13.10-17, citados como exemplo pelo autor.

As doenças da vida moderna

Os três males citados pelo autor (depressão, síndrome do pânico e doenças psicossomáticas) podem acometer os crentes em Cristo. Eu mesmo ainda estou me recuperando de uma depressão (leia aqui e aqui). Enquanto vivermos neste mundo, estaremos sujeitos aos seus males. Pesquise com cuidado as doenças mencionadas e apresente alguns exemplos à classe. Talvez você mesmo ou alguns de seus alunos já tenham sido vitimados por elas.

O que fazer diante da dor e sofrimento

Certas correntes teológicas “não aceitam” a doença. Outras descreem da cura divina. O tema da cura também é complexo. Na Bíblia, vemos pessoas curadas instantaneamente por intervenção divina (Mt 12.15; At 28.8). Há pessoas que servem a Deus com fidelidade, mas vivem doentes. É o caso de Timóteo, citado anteriormente. E olhe que ele tinha amigos como o apóstolo Paulo e conhecia outros gigantes da fé do Novo Testamento! No Antigo Testamento, Eliseu realizou milagres extraordinários, mas morreu doente (2Rs 13.14). A cura ou ausência de cura depende de fatores como a origem da doença e a fé de quem repreende a doença ou do próprio doente (At 3.6; 5.14-16). Consulte bons comentários bíblicos para poder apresentar argumentos sólidos sobre cada caso.

Lição 3 (leia aqui).

About these ads

12 comentários em “Lições Bíblicas: “A enfermidade na vida do crente”

  1. Simples e objetivo estaria visitando mas vezes este site.Fique na paz!

  2. os seus comentarios sao muito esclarecedore e me ajudaram bastante na minha aula

  3. gostei muito do comentário que Deus lhe abençoe nesta lida abençoada

  4. Que Deus possa continuar usando pessoas assim,para tar dando informações importanticima para nos.Deus abençoi

  5. Seus comentários são excelentes! Simples e objetivos. Muito obrigada!

  6. gostei do seu comentario , muito objetivo,,,, e nunca devemos nos esquecer que as doenças nunca pode tirar nossa esperança de morar com cristo

  7. gostei muito dosa respaldos biblicos vai me ajudar muito na minha redação sobre enfermidade . obrigado que Deus abençõe

  8. As lições são muito importantes para nossas vidas, pois aprendermos como agradar a Deus que é o mais importante

  9. as aflicoes tem sido a grande prova se realment entendmos o que Deus Pai quer nas nossas vidas porque toda a vontad dEle nas nossas vida é para o nosso bem temos q confiar em Deus…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s