Um choque de humildade: quem se habilita?

O pastor Geremias do Couto acabou de publicar Uma campanha para mudar a igreja. Acontece que tive uma ideia muito parecida, e, para não tornar vão o esforço que impus aos meus dezessete neurônios, vou publicar o artigo assim mesmo. Algumas sugestões são quase idênticas. Talvez a diferença principal esteja na perspectiva: enquanto o artigo dele parece refletir a detecção de problemas estruturais profundos nas Assembleias de Deus, tarefa para a qual sem dúvida ele é mais qualificado, a matéria que publico aqui brotou da convicção de que o maior problema da liderança assembleiana hoje é a humildade, melhor dizendo, a falta dela.

Alguns de nossos líderes parecem achar que já se instalaram “acima das estrelas de Deus”, enquanto outros, nos estratos inferiores, fazem de tudo para chegar lá. E esse mal não é exclusividade de membros de convenções e pastores-presidentes. Faça o teste nos departamentos de sua igreja, mesmo aqueles considerados os mais espirituais, e entenderá o que quero dizer. Na verdade, basta ler abaixo as propostas referentes a eles para perceber como é difícil o desafio — e como é necessário o choque de humildade proposto aqui. O que sugiro, portanto, é uma abstinência de vaidade pelo período de pelo menos um ano.

Não tendo o mesmo prestígio do meu amigo Geremias nos currais da denominação, emito este fraco balido à guisa de complemento, na esperança de que ainda haja pastores preocupados com o rebanho a ponto de encarar o desafio.

Os pastores e demais líderes não vão mais comemorar aniversário na igreja. Além de tomar um tempo que poderia ser usado para coisas mais edificantes e quase matar o povo de tédio, cada vez mais esses festejos têm servido a propósitos políticos dentro da denominação, em todos os níveis. Parece que todo pastor hoje quer aparecer no blog do presidente da CGADB.

Banir os políticos do púlpito e nem pensar em aceitar promessas, favores ou facilitações naquelas reuniões de gabinete, onde o comportamento de certos pastores faria corar a quadrilha do mensalão. Em vez disso, devem denunciar os corruptores.

Não mencionar no púlpito, no blog, onde for, o nome de uma sigla sequer. No máximo, o nome da denominação. O choque de humildade visa, entre outras medidas, combater o “orgulho convencional”. Percebo que alguns pastores, embora inconformados com a politicagem denominacional, não abrem mão de ter uma sigla acoplada ao nome. Já vi até adolescente se identificando pela convenção regional. Minha conclusão é que, se a política não for esquecida por um tempo, esses hábitos continuarão alimentando as vaidades que esta proposta pretende combater.

Já que desejamos tanto a unidade da denominação, a igreja deve ser identificada apenas pelo nome Assembleia de Deus. Portanto, quem aceitar o desafio deve tirar da placa da igreja o nome do pastor-presidente, do ministério e da convenção a que a igreja pertence. (Essa eu quero ver.)

Nenhum departamento realizará festas de aniversário, nem confraternizações, nem pré-confraternizações. (Quem inventou essas “prés”, meu Deus? Preciso escrever um artigo esculachando.) Cada um vai se limitar a exercer o seu ministério sem pensar em autopromoção, pessoal ou coletiva, e se alegrar com os resultados, que com certeza serão melhores.

Como exemplo, vou dar a receita do choque de humildade para o círculo de oração (surpresa!). Sugiro que as amadas irmãs se limitem a orar e que, para fazer jus ao nome, assumam uma boa carga de oração, não uma reuniãozinha semanal que ainda tem de dar espaço para o ensaio dos hinos. Por falar nisso, nada de desfilar garbosamente pelos corredores da igreja no domingo, empunhando aqueles caderninhos encapados e ainda ocupando lugar especial para cantar hinos da Cassiane. O círculo de oração deve tão somente orar. Ah, e nem preciso dizer que devem aposentar os uniformes. (Não falei que injetar humildade nos departamentos ia ser difícil?)

Nenhum pregador ou cantor profissional será convidado para animar festas, pois não haverá festas, lembra-se? Aproveite para incentivar os valores locais. Um único cachê de cantor pode pagar o teclado que a orquestra está precisando, os recursos didáticos para a classe de escola dominical das crianças ou a reforma daquele banheiro malcheiroso. Por que não direcionar os recursos das festas para criar, por exemplo, uma escola de homilética gratuita para jovens promissores?  Alguém já fez a conta de quanto dinheiro escoam dos cofres da igreja para as dezenas de eventos inúteis realizados anos após ano?

Caso a igreja tenha deficiência no ensino, ela pode convidar um ensinador. Sim, é uma revolução: o povo se reunirá num culto ou numa série de reuniões com o único propósito de aprender a Palavra de Deus. O tema do estudo bíblico será decidido conforme a necessidade da igreja (um pastor que se importa com o rebanho deve saber do que ela está precisando). A igreja não pagará cachê, mas cobrirá as despesas e dará ao convidado uma oferta condizente com a dignidade desse ministério. Pode-se com isso até fomentar uma nova geração de ensinadores.

Como se pode ver, são medidas simples, mas não digo que sejam fáceis. Então, repito a pergunta do título: quem se habilita?

Anúncios

32 comentários em “Um choque de humildade: quem se habilita?

  1. Os capitalistas da ” obra de Deus ” jamais aceitarão tais mudanças…infelismente.Temos que voltar ao Primeiro Amor.

    Curtir

  2. É extremamente confortante que ainda temos pessoas voltadas para o “ide”.
    A Igreja está perdendo sua identidade, hoje vale mais o ter do que o ser.
    Outro ponto que pode ser obeservado, é quando a igreja gasta uma fortuna para a diretoria visitar um missionário em outro país. Enquanto isso pastores do interior passam necessidades dantescas.

    Curtir

  3. Há muito que já deveriam ter passado estas coisas para as igrejas. Só faltou o irmão escrever que as igrejas deveriam também evitar a maçonaria dentro delas – nada a ver com o cristianismo.

    Curtir

  4. Prezado Irmão! está escrito em Atos 20:29 ” Porque eu sei isto:que, depois da minha partida, ENTRARÃO NO MEIO DE VÓS LOBOS CRUÉIS, QUE NÃO PERDOARÃO O REBANHO.” E não está se cumprindo a palavra do NOSSO SENHOR JESUS CRISTO? Pois também está escrito em Marcos 13:31. ” Passará o céu e a terra, mas as MINHAS PALAVRAS NÃO PASSARÃO.” ELE, SÓ ELE !! É O BOM PASTOR QUE DEU SUA VIDA PELAS OVELHAS!! o resto vai prestar conta dos seus atos SÓ QUEREM A GORDURA E A LÃ. LEIAM EZEQUIEL 34.
    DEUS É FIEL A SUA PALAVRA!! Fiquemos FIÉIS até o FIM!! AMÉM.

    Curtir

  5. a doutrina (ENSINAMENTOS) de Cristo nunca muda , e nem a sua Igreja verdadeira e se o amigo que comentou as mudanças das “Igrejas” como os usos dos bons costumes, a PALAVRA DE DEUS diz as más conversações corrompe os bons costumes,é bem verdade que os bons costumes não lhe darão a salvação, mas lhe ajudará muito a dar um bom testemunho, pois esta escrito e necessário que o escândalo aconteçam ,mais ai daqueles por qual eles vierem. Sobre as más conversações é que muitos dos que estão ocupando as funções de lideres são pessoas que não estão ouvindo mais a voz de DEUS e sim a do seu ego . O que é mais importante e que todos nós estamos debaixo dos planos DEUS seja para salvação ou condenação, porém não esqueçamos de não conformarmos com esse mundo

    Curtir

  6. Aproveito para repudiar o uso indiscriminado dos pseudos titulos de deformação academica , altamente na moda em nossos pulpitos.Psicopedatongos ,Professoras que ao falarem destilam Cráudias e Fràvias minutos após serem ovacionadas com aquelas apresentações temos a honra de receber em nosso meio a esposa ,doutora professora e quase psicopata fulana de tal…Me poupem ,ou vão estudar .Parabens Judson .

    Curtir

  7. Caro pr Jeremias e irmão Judson
    Concordo plenamente c essas mudanças aí apresentadas
    Deus vos abençoe

    Curtir

  8. Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.
    Admiro sua percepção e tristeza em ver o caminho em que as Igrejas estão tomando ,é o comprimento da palavra de Deus e o sono em que nossos lideres encontram-se, não oram mais ,jejuar nem si fala, e se entrar um endemoniado na Igreja ? Ainda bem que as misericodias de Deus si renovam a cada manhã e não nos deixa sermos envergonhados, existe sempre um vaso de Deus pronto. Fiquemos atento aos “hinos” cantados pelas irmãs, jovem sem a direção de Deus, sem um periodo de oração,consagraçao.

    Um grande abraço

    Curtir

  9. Parabéns Judson!!!!!

    Ola amigo otimo ponto de vista de sua parte , há um vesiculo na palavra do Senhor Jesus que nos orienta a não nos conformar com esse mundo.

    Como um dos comentarista anteriores escreveu a respeito da preocupação do renomado escritor Ciro, em assuntos de entidades secretas , digo que todos também deveriam preocupar-se, a não preocupação dos demais faz com que aconteça isso nas igrejas atualmente devemos protestar com falta de compromisso dos “lideres” que dizem serem representantes de Deus, com oração e suplica a Deus para que Avive a sua obra. Conhecereis a verdade e verdade vos libertara

    Curtir

  10. Graça e Paz…

    Li o post do Pr. Geremias, e automaticamente o seu, postei e direcionei ambos os links!

    Tenha certeza que será dessa forma que aparecerão os sete mil que não se dobraram perante Baal…

    Mas não conte com uma adição em massa das lideranças assembleianas, não quero parecer pessimista, mas é um caso perdido. Não há como deitar remendo novo em pano velho, se romperá; fatídicamente se romperá…

    Ah já existem igrejas (que surgiram recentemente) que adotam a maioria dessas propostas…

    Curtir

  11. isso é um grande desafio que poucos estao disposto a aceitar. Vale lembrar que a reforma Protestante surgiu no meiro de inconformidade, e nos precisamos dessa reforma. Gostei do texto, que Deus o abençoe.

    Curtir

  12. Prezado irmão Judson

    Acabei de ler suas propostas e as do Pr. Geremias do Couto. Confesso ser esta uma voz profética, precisamos deste choque com urgência. Pela graça de Deus já estava colocando em prática a maioria destas sugestões. Estarei divulgando entre nossos liderados e convidando-os a colocarmos em prática em nossa igreja.

    Ev. João Camilo
    Cuitegí PB

    Curtir

  13. Sr. Judson Canto!!!
    Eis que te digo, meu servo:
    “É pic! É pic! é pic-é pic-é pic!”. rsrs

    Não consegui registrar minha “profecia” ontem, no seu dia, mas hoje foi o dia que aprouve o Senhor! rsrs
    Um montão de felicidades, meu amigo!
    Um ano repleto das bênçãos do Pai sobre a sua vida, a sua família e o seu lindo ministério!
    Da sua amiga batistona e cheia do “puder”! rsrs
    Rosana
    p.s.: E parabéns pelo artigo. Vc sempre nos enriquece!…

    Curtir

  14. Caro Judson

    A Paz do Senhor Jesus!

    Deus muito o abençoe pelo post. Li o blog do pastor Geremias do Couto e re-postei no meu blog. Estou fazendo o mesmo com sua mensagem.

    Um abraço irmão.

    Curtir

  15. Excelente artigo Judson, é algo bastante prático e que vai gerar resultados visíveis na obra de Deus, se me permite uma sugestão, acrescente a esta lista, um programa amplo de treinamento ministerial em todas as áreas da igreja, gerando uma cosmovisão bíblica, cristocêntrica, voltada para observância das Escrituras como única regra de Fé e prática, visando a Glória de Deus, creio que desta forma os resultados serão mais amplos e permanentes.

    Curtir

  16. Shalom!

    Prezado Judson, parabéns por este ótimo texto. Deixo apenas duas pérolas para a reflexão de todos:

    “A humildade é uma virtude que quando vc pensa que a tem, vc acabou de perde-la! Mark Twain

    “A soberba transformou anjos em demonios, a humildade transforma homens em santos” Agostinho

    abraços, Pr Marcello

    Curtir

  17. MUDAR A MENTE,MUDAR O COMPORTAMENTO!
    E Deus,está neste projeto? Eu creio que Deus tem mais interesse em nos mudar do que nós mesmo,afinal está escrito: crescei na graça; cantai um cântico novo,salmo 96, por extensão: orai uma oração nova com um coração puro;amai os palestinos, e tb o povo da Somália,e vai por aí.As mudanças não devem ficar no social,mas deve avançar com ousadia. Em vez de festinhas de aniversário amaciando o ego do pastor-líder, que tal um convite para a vizinhança da igreja tomar um café casado na igreja? Qdo um vizinho partir para o além,a igreja se faz representar no velório e enviar uma coroa de flores com uma baita faixa para que todos saibam que foi a igreja vizinha que enviou para o vizinho não crente que se foi, isso é tb mudar a nossa postura perante
    os nossos vizinhos, tá ? Certa feita morreu um vizinho meu de porta,eu mandei fazer um arranjo com rosas,e escreví na faixa:” Ao bom vizinho Juarez o nosso adeus”,e coloquei na faixa a minha Quadra e número da casa.Pronto a viúva leu,gostou,fez comentário e tornou-se nossa amiga até hoje,ja me socorreu na falta de gás e é amiga da minha espôsa.Taí um exemplo de mudança prática,tá? Então tá.
    Tito from Brasília.
    Então tá. Vamos mudar,mudando.
    tito,from brasília – your brother.

    Curtir

  18. Sera que o Ciro Zibordi vai apoiar essa inspirada proposta ?. Ele anda tao ocupado defendendr as organizacoes secretas nesses ultimos dias.

    Eu tenho defendido que a Igreja necessita de uma outra reforma.

    Devemos formar exercitos de irmaos(as) comprometidos com o Evangelho genuino de Nosso Senhor e Salvor Jesus Cristo. Nao nos calarmos, e onde quer que estejamos vamos levantar essa bandeira.

    Em Cristo

    Reginaldo Felix

    Ministerio Voz que Clama no Deserto

    Curtir

  19. Caro amigo Judson:

    Não repare o atraso. Tive de “curtir” um pouco o sábado com a família.

    Mas como falamos por email, quando as mesmas ideias vêm de diferentes pessoas, ao mesmo tempo, às quais, embora sendo amigos, estão distantes e não se falam com frequência, é porque elas expressam o pensamento de um grande contingente que pensa da mesma maneira e encontra em nossa voz uma forma de reverberar o seu sentmento.

    Creio que Deus faz isso.

    Assim como fiz no meu blog, sugiro a todos que reproduzam o texto do amigo Judson, repassem aos seus líderes e se forem os próprios afixem no mural da igreja e procurem seguir os passos que ambos propomos.

    Vocês verão que a sua igreja vai mudar para melhor. E se uma a uma começar a mudar, logo veremos um avivamento varrendo o Brasil.

    PS. Vou pôr o link para a sua postagem no meu blog.

    Abraços.

    Curtir

  20. Nobre Judson;

    A paz do Senhor!

    Esse como os outros artigos seus são muito bons, parabéns por sua inteligência em escrever.
    Pena que quem precisava ler este artigo por certo não o lerá , pois estará ocupado demais para lê-lo.
    Enfim penso que o que estamos vivendo na AD e outras e apenas a ponta do iceberg , há muitas outras coisas que desconhecemos.

    Em Cristo,

    Marcos Serafim Silva

    Curtir

  21. Levando sempre no corpo o morrer de Jesus, para que também a sua vida se manifeste em nosso corpo.Porque nós, que vivemos, somos sempre entregues à morte por causa de Jesus, para que também a vida de Jesus se manifeste em nossa carne mortal.De modo que, em nós, opera a morte, mas, em vós, a vida. II Coríntios 4:10,12

    O Fato é que ninguém quer Morrer, negar a si mesmo está excluído de nossas mentes.Parece que estamos flutuando em um mundo de Ilusões, mas que venhamos a colocar os pés no chão e andar com passos firmes, na verdadeira rocha; Jesus Cristo!

    Paz e Graça!

    Curtir

  22. Caro Judson
    As revelações em seu artigo Um choque de humildade foram brilhantes.
    Com a sua permissão gostaria de acrescentar a humildade do perdão. Os rabinos ensinavam que os israelitas deveriam perdoar até três vezes, Pedro pensava estar sendo excepcional ao sugerir que deveriam perdoar até sete vezes. Entretanto ele ficou surpreso quando o Mestre lhe disse: Não te digo que até sete vezes, mas até setenta vezes sete. Ou seja, perdoar sempre. Sem a humildade do perdão a oração do Pai Nosso deveria ser invertida, por exemplo, Pai nosso que está nos céus, não nos perdoe os nossos pecados, porque também nós não perdoamos aos nossos ofensores as suas injúrias. Isso é justo, Pai Santo. Se não perdoamos aos homens as suas ofensas, não temos o direito de lhe pedir que nos perdoe as nossas. Amém.

    Curtir

  23. A Paz do Senhor!
    Esse é um grande e maravilhoso desafio, desafio esse que, em certo sentido, é um obstáculo para cada um de nós ( e isso digo principalmente dos “blogueiros cristãos”). Que o Senhor em tudo nos ajude, pois a igreja – e nós – precisamos rever os nossos valores. Pois são os valores que determinam nossas ações. Só mais uma pergunta: Somos servos do Senhor ou de nós mesmos? Um abraço.
    http://www.vosbi.blogspot.com

    Curtir

  24. Esta é a areceita mais indicada: humildade, amor as almas e não amor a lã das ovelhas…

    Curtir

  25. apoiado!A Assembleia de Deus teve um excelente início: oração, jejum, serviço de dedicação ao próximo. Amor as almas perdidas.Meu pai deu a vida pelo evangelho dedicando-se a trabalhos na Assembleia de Deus. Nunca buscou reconhecimento humano.
    Parabéns pela coragem!

    Curtir

  26. Caro Judson Canto,

    A Paz do Senhor!

    Deus ainda tem seus profetas nesta geração.
    Isso significa cortar na própria carne.
    Pode até doer, mas é preciso!
    Que o Espírito Santo ajude a cada um de nós nessa auto cirurgia.
    Reproduzi a campanha do nobre amigo Pr. Geremias Couto e como complemento também reproduzirei a sua.
    Um grande abraço!

    Seu conservo,
    Pr. Carlos Roberto

    Curtir

  27. Parabéns Judson,

    Simplesmente fantástico! Assim como as propostas do pastor Geremias do Couto, as suas observações fazem total sentido na realidade assembleiana. Vejo que isso tudo é o exercício do bom senso, nada mais. Não sei por que os nossos pastores (com raras exceções) não refletem sobre isso?

    Abraços

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s