A falácia da representação evangélica

Um leitor cobrou a minha opinião sobre o fato de o pastor José Wellington aparecer num santinho (que rendeu um bom trocadilho no Púlpito cristão) ao lado do candidato a senador Aloysio Nunes e de sua suplente Marta Costa, do PSDB. A verdade é que eu não pretendia tocar no assunto, que já repercutiu bastante na blogosfera cristã, mas vou aproveitar o gancho para voltar ao tema da representação da igreja na política, já ensaiado no artigo O manifesto de Tiago. Também fiquei feliz por haver pelo menos uma pessoa interessada na minha opinião.

As recentes tentativas de criar leis que ferem os princípios cristãos, como a legalização do casamento homossexual e do aborto, com o provável efeito do cerceamento da liberdade religiosa, e o fato de o país ser governado por um grupo que se compraz em incensar os regimes totalitários (em geral inimigos da Igreja) têm levado muitos cristãos a levantar a bandeira da representação evangélica — nas casas legislativas, principalmente. “Se elegermos cristãos comprometidos, essas leis não serão aprovadas, e a nossa liberdade estará garantida”, parece ser o pensamento dominante. Santa ilusão!

Ilusão porque essa representação é pura falácia. Para o Reino de Deus, tem a utilidade de uma boia furada. Para começar, os “representantes” não serão eleitos para transformar o Planalto em igreja, nem as câmaras estaduais em casas oração, nem as assembleias legislativas em Assembleias de Deus, mas para fazer política. Porque é isso que fazem os políticos, crentes ou não. Mesmo contra a vontade, em muitas ocasiões os políticos cristãos terão de votar conforme os interesses do partido. E, pelo que me consta, a chamada “bancada evangélica” nem sempre fechou questão quanto aos princípios defendidos pela Igreja, sem falar dos que se corromperam.

Além do mais (teoria minha), no que diz respeito às eleições o povo não escolhe: eles simplesmente votam em quem melhor os engana. O mesmo se aplica ao contingente ovino que povoa os nossos templos. Por exemplo: Dilma não está nem aí para os princípios cristãos (até os combate), defende os regimes ditatoriais (via de regra os que perseguem a Igreja), a sua Casa Civil está envolvida num escândalo cabeludo e agora há quem jure que ela é lésbica. Mesmo assim, milhões de cristãos irão votar nela. A orientação do pastor também não garante uma boa “escolha”. Veja o caso de JW. Ele afirma que votar no candidato que ele indica será “uma grande oportunidade para a Assembleia de Deus ser representada e estar atuante no Senado” (está lá no santinho). Só que Marta Costa, a suplente, é filha dele. Percebeu o interesse no “reino”? E o abominável conceito de representação, expresso aí com todas as letras?

O que fazer, então? Humanamente falando, não muito. Voto consciente é quase uma utopia. Candidatos cristãos e capazes são raridade, e nada garante que os crentes irão elegê-los. Portanto, a ideia de que, por sermos um povo numeroso, podemos eleger os “representantes” que quisermos ou mesmo um presidente na prática é uma grande bobagem e até um pecado.

Bobagem porque não há união nem unidade de pensamento entre os evangélicos. Se o povo cristão votou em quem devia, por que o número de nanicos morais no poder só tem aumentado? E por que serão reeleitos? Quarenta milhões de evangélicos são responsáveis por essa situação.

Pecado porque estamos esquecendo de que somos Igreja, e as nossas armas são espirituais, não carnais, mesmo quando o assunto é política. Lembram o exemplo de Davi? Ele mandou fazer um recenseamento para medir o seu poderio militar, enquanto o Todo-Poderoso, capaz de destruir qualquer exército com um sopro, era o seu aliado. Pagou caro por isso. Com a Igreja é a mesma coisa.

Agora pergunto: quantos “representantes” a Igreja primitiva tinha no Senado romano? Ela foi perseguida e “desperseguida” e, vale lembrar, só se corrompeu quando o bispo se tornou a maior autoridade (ou “representante”) de Roma. O fato é que em momento algum Cristo prometeu imunidade à Igreja. Sua promessa foi de que ela seria vencedora, não importando de que lado o vento soprasse, e continua assim até hoje.

Penso que o receio de uma perseguição à Igreja no Brasil não é sem sentido. Sem sentido é imaginar que a situação pode ser resolvida com um punhado de “representantes”. Com ou sem perseguição, o que a Igreja deve fazer é cuidar dos interesses do Reino. Apenas isso. Em qualquer circunstância. Esqueçam o recenseamento, risquem os cálculos estatísticos, engavetem os planos políticos. Que os pastores politiqueiros criem vergonha e voltem a cuidar do rebanho. Que as ovelhinhas burras busquem a orientação de Deus para não serem mais enganadas. Pastores que pastoreiam e ovelhas que buscam sabedoria: isso é que é Igreja.

Anúncios

14 comentários em “A falácia da representação evangélica

  1. Judson, para mim a melhor frase do ano, sem dúvida alguma: O POVO VOTA EM QUEM MELHOR O ENGANA! (Claro que existem as raras exceções).

    Curtir

  2. A Assembléia de Deus, se prepara para completar seu centenário em 2011, mas infelizmente o sr. presidente da CGADB, ao invés de mostrar ao povo evangélico, o que representa as duas candidaturas, no que tange os assuntos polêmicos em discussão, se utiliza do seu prestígio para colocar os parentes nas estruturas de poder. Se Martinho Luthero, vivesse aqui no Brasil, estaria protestando contra aqueles que se utilizam da cruz de Cristo, para obterem benefícios para si e para seus familiares, se esquecendo que a mulher do Serra, fez aborto em 92, que o mesmo com Kassab, se orgulham de ter em SP, a maior passeata LBGT do mundo. Não vejo coerência nestes líderes. Que Deus tenha misericóridia dos vendilhões do templo.

    Curtir

  3. ” ANTES QUE O GALO CANTE ,TRÊS VEZES ME NEGARÁS ” . Meus prezados leitores, a trombeta do arrebatamento vai tocar, e antes disto muitos já estão negando a Cristo, perante os criados deste sistema.Estão com medo de serem perseguidos,injuriados por causa do nome de JESUS. Mas não esta escrito que nós seriamos ,bem aventurados por causa disto???? já estou achando que se eu me tornar um político vou escapar dessa tribulação e ainda ter muitas mordomias.Será que tá valendo apena ser um cristão???? será realmente que vale apenas pensar em ” tudo o que é verdade, honesto,justo,puro,amavél, de boa fama ou com alguma virtude e com algum louvor, nisso pensai??? esta passagem em Fil. 4:8 interroga ou orienta??? É meus prezados,quando for feita a pergunta (TU ESTAVAS COM JESUS? ) qual será a nossa responda? vamos dizer ( NÃO SEI O QUE DIZES ) ???? Pedro depois ( CHOROU AMARGAMENTE ) Será que teremos tempo para chorar??? O FIM VEM!!! O FIM VEM!!!

    Curtir

  4. Graça e paz irmão Judson,
    Nosso caro, literalmente, Pastor JW pratica nepotismo, pode ver sempre tem um ou todos os seus filhos por perto, na administração. Veja o filho dele PF que é candidato a DF por SP, olhe no site da justiça eleitoral de SP, veja as Certidões de antecedentes criminal dele, opa esqueci foram arquivados, me lembro da bíblia de Daniel, procuraram algo errado para acusar e seu erro era orar diariamente. Veja a declaração de renda da eleição anterior e a desta, nada contra o dinheiro dele, mas cresceu e muito, para quem tem como ocupação Sacerdote ou Membro de Ordem ou Seita Religiosa, segundo a declaração constante na internet. Veja o pai e sua situação na Convenção, processo que corre no RJ. Apoiando Serra, PSDB, eles que foram os semeadores do PNDH, procure o PNDH I e II, na internet, foi o FHC que começou tudo. O povo quer herois, fazem os pastores de herois e esquecem que quem importa é Cristo. Têm medo de perseguição, se acham melhores do que os que sofreram pra termos hoje um pouco de liberdade religiosa no Brasil. Se for preciso morrer pela palavra morreremos, mas negar a Cristo, nunca.

    Curtir

  5. Meu caro irmão, apoiado em gênero, número e grau. Muitos têm descido do nobre ofício pastoral para o pleito de uma vaguinha política , sacrificando com isso, o devido cuidado para com o rebanho. Nossa chamada é para funções que dizem respeito `a eternidade, não para a planície dos conchavos e votos de liderança que tolhem a liberdade de consciência, (se eles tiverem uma) daqueles que deveriam representar o povo. Na verdade, sempre sou traído pelos políticos, pois, voto em alguém da oposição, e o tal, depois de eleito, faz um “pacto de governabilidade” com o vencedor, na verdade, vende-se, junto com meu voto, por um cargo ministerial, ou até de segundo escalão. Não é esse um cenário propício para servos de Deus. Ademais, “Ninguém que milita embaraça-se com negócios dessa vida, a fim de agradar aquele que o alistou para a guerra,” paz.

    Curtir

  6. Parabens pelo post e pelo alerta.

    Agora qto ao pr. José Welligton ele representa a CGADB, e ao tirar fotos para panfletagem politica, ele está enterando ainda mais a já falida CGADB.

    Pr. José Wellgton além de errar feio fazendo propaganda eleitoral sendo presidente da CGADB causando escandalos, ainda vai perder eleição, visto que seu candidato não tem condições de chegar ao senado e consequentemente a filha de José Welligton nunca será suplente de senador.

    Antes o presidnete da CGADB ia ser ele mesmo o suplente do corrupto Orestes Quercia, mas como o mesmo foi afastado por motivos de doença, a filha de JW veio suplente no lugar do pai.

    E Serra, não é pior nem melhor que Dilam! Agora durma com um barulho desses!

    Se nosso presidnete da CGADB estivesse apoiando a sensata Marina Silva, eu até daria uma razãozinha pra ele, mas desse jeito……

    Curtir

  7. Eu, até pouco tempo atrás entendia a política como o cancer da sociedade. Após efetuar uma pós graduação em Gestão de Organizações de Segurança Pública, passei a olhar a política como ” A arte de se resolver os conflitos mediante conversação”. O que ocorre é que precisamos de homens comprometidos com a verdade, a família e a ética. Infelizmente temos sofrido decepções com alguns homens que se dizem de Deus, mas acredito que não podemos perder a esperança de que alguém se levante como instrumento divino, para defender a estrutura de Deus na terra, que é a Família.
    site:www.professordanielgomes.com

    Curtir

  8. Judson, até que enfim alguém se pronuncia com inteligência e coragem. Esta patifaria que está sendo introduzida na Igreja por “pastores” políticos precisa acabar. Ainda bem que temos a Internet, que, se não resolve o problema, ao menos abre os olhos do rebanho. Mandei a ficha policial de Dilma para o Pr. J. Wellington, quando ela subiu ao púlpito do Belenzinho. E de lá para cá, não cesso de alertar quem está ao meu alcance para a inutilidade desta “representação evangélica” que só tem contribuído para corromper e negar os princípios fundamentais do evangelho. Abraço. Paulo Ferreira.

    Curtir

  9. CONT…
    o que passar disso é de procedência maligna” Deus precisa de Homens cheio do poder e não no poder.Que o Salmos 139:21, realmente seja o lema dos tais candidatos,ou será melhor perder a salvação do que o cargo? não sejem omissos com a verdade nem coniventes com a mentira.João Batista perdeu a cabeça por falar a verdade ,e os senhores e senhoras estarão com esta mesma coragem? que provérbios 28:24 não se cumpram em vossas vidas. o fim vem!!! o fim vem!!!

    Curtir

  10. Em muitas conversas com amigos, comento que politica “é do diabo” prá mim ele foi o primeiro a fazer oposição a Deus, conseguiu fazer uma boa campanha,tanto que convenceu a terça parte dos anjos com seu plano de governo,se não fez comício foi no boca a boca mesmo. Como o nosso Deus não é ditador deixou o diabo a vontade quando ele viu que tinha uma boa parte dos anjos ao seu lado,encheu-se de orgulho e disse serei maior que Deus,mas só ficou no serei.porque o “EU SOU” lhe tirou toda a sua formosura e o arremessou por terra. E hoje ele está usando as mesmas estratégias no nosso meio pois ele sabe que o homem adora o poder seja ele qual for. Os políticos prometem e não cumprem ,são mentirosos, o pai da mentira é o diabo.Na política só existem duas posições ou você é OMISSO ou CONIVENTE , finje que não vê prá não perder as vantagens que a politica oferece ou apoia a tudo, a biblía diz que “seja a sua palavra sim,sim ou não ,não.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s