A imagem e a palavra (1)

Quando você notar que a produção necessita de obter a autorização daqueles que não produzem nada; se verificar que o dinheiro flui para aqueles que não transacionam mercadorias, mas favores; quando você perceber que muitos ficam ricos por corrupção e influências, em vez de trabalho, e que as leis não o protegem contra eles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos contra você; quando reparar que a corrupção é recompensada e a honestidade se torna um autossacrifício, pode-se dizer, sem medo de errar, que a sua sociedade está condenada.

AYN RAND, filósofa russo-americana (1905-1982)

Palocci é aplaudido de pé (foto: http://www.claudiohumberto.com.br)
                                                                                                                                                             (Palocci aplaudido de pé; fonte: http://www.claudiohumberto.com.br)
Anúncios

8 comentários em “A imagem e a palavra (1)

  1. Excelente texto! Bem provável que veremos uma foto igual a esta com outros lideres, com certeza em algumas convenções.

    Infelizmente, imagens como essa não são estranhas ao ambiente eclesiástico.

    Curtir

  2. – “Todos amam o poder, mesmo que não saibam o que fazer com ele.” [Benjamin Disraeli]

    – “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver
    agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude, a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto.” [Ruy Barbosa]

    B R A z I L varonil!

    E também há aquele que não cumpre a promessa mais singela de todas: “visitar o primo em Florianópolis (ihihih)

    Rui Barbosa também foi profético. Parece que só não se cumpre a minha promessa, eh, eh.

    Curtir

  3. Nem eram necessárias as palavras, mas para que tudo ficasse mais que perfeito, imagem e palavras se completaram.
    Se o autor tivesse essa foto em mãos, não tenho a menor dúvida que a teria usado também!
    Parabéns!
    Um grande abraço1
    Seu conservo,
    Pr. Carlos Roberto

    Ou talvez faltassem palavras a Ayn Rand se ela contemplasse essa cena, eh, eh.

    Curtir

  4. Excelente imagem! A frase sem dúvida cai como uma luva diante do que esta posto diante dos nossos olhos.

    Um grande abraço!

    E olhe que Ayn Rand escreveu isso em 1950.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s