Lições Bíblicas: “As aflições da viuvez”

Lição 5 — 3.° trimestre de 2012

A lição deste domingo pode representar um problema para a maioria dos professores, por uma razão muito simples: trata-se de um assunto que diz respeito a um grupo muito restrito da igreja. É por esse motivo que existe pouco material “evangélico” sobre o assunto, e tais iniciativas, portanto, são louváveis, porém uma lição de escola dominical talvez não seja a maneira mais eficaz de abordar o tema, porque a esmagadora maioria dos alunos não vive essa condição. Se a sua classe é formada por jovens, dificilmente você estará falando para um viúvo ou uma viúva. Além disso, a realidade das viúvas (nesse caso não dos viúvos) nos tempos do antigo Israel e da Igreja primitiva era diferente dos tempos de hoje e as preocupações também. Mas vamos aos tópicos da lição.

O conceito de viuvez

Observe que no antigo Israel, três classes de pessoas representavam os oprimidos e desamparados:  o estrangeiro, o órfão e a viúva. Creio que você deveria explorar mais esse sentido.

O estrangeiro quase sempre era visto como um intruso em Israel, uma pessoa que não servia a Deus e não respeitava a Lei. Eles não eram bem-vindos nem úteis como os imigrantes da história mais recente do Brasil e de outros países. Muitas vezes, a entrada deles num país era imposta como estratégia política dos reis conquistadores (Ed 4.9,10). Pesquise a história dos samaritanos, um exemplo clássico na Bíblia desse tipo de intrusão, que resultou em séculos de rivalidade (1Rs 17.24-34; Jo 4.9). Israel também viveu a condição de estrangeiro no exílio. Nos tempos de Cristo e dos apóstolos, sob a bandeira do Império Romano, a mistura de gente, ao que parece, era mais tolerada, tanto que o Novo Testamento demonstra mais preocupação com os órfãos e as viúvas (Tg 1.27), principalmente com estas (Lc 20.47; At 6.1; 1Tm 5.16 etc.;  mas leia Mateus 25.35-44).

Na sociedade de Israel, tudo girava em torno do chefe da família, e quando este morria a viúva e os filhos não casados podiam estar em dificuldades. Se o falecido deixava dívidas, os filhos podiam ser vendidos como escravos. A mulher de um dos profetas discípulos de Eliseu esteve a ponto de perder os filhos por esse motivo, mas foi salva por um milagre (2Rs 4.1-7). A viúva de Sarepta, citada na lição., exemplifica o desamparo a que as viúvas, com ou sem filhos estavam sujeitas na época (1Rs 1.18-15). No Novo testamento, temos o exemplo de um filho que provavelmente era o único arrimo da mãe viúva (Lc 7.11-17).

Portanto, a viúva, ao lado do órfão e do estrangeiro, personificam as pessoas que devem ser alvo da benevolência dos mais privilegiados e, por conseguinte, da atenção da igreja. Note que nos três casos citados acima há um milagre envolvido, o que demonstra o cuidado de Deus pelos oprimidos e desamparados.

O aspecto social da viuvez

Há algumas décadas, as viúvas católicas do Brasil vestiam-se de preto, às vezes até o fim da vida, e raramente se casavam outra vez. Nos dias de hoje, as roupas de luto foram praticamente abolidas (não sei se em alguma região o costume permanece), e as viúvas não tardam a se casar novamente ou, como se diz agora, a arranjar um namorado. Há viúvas que recebem boas aposentadorias por conta da morte do marido ou pelo menos uma “pensão”, a qual pelo menos em tese lhes garante a sobrevivência. Algumas delas de fato enfrentam dificuldades (em muitos casos, o dinheiro que recebem mal dá para o remédio), mas o que mudou na preocupação social da igreja é que ela hoje contempla mais a pessoa na condição de pobreza, seja viúva ou não. A condição de viúva, até onde entendo, passou a ser um critério secundário, o que mais uma vez me faz questionar a necessidade desta lição. Muitas igrejas hoje possuem ministérios voltados para a terceira idade, e nesse grupo as viúvas podem experimentar melhoras na vida social, e assim por diante.

Em 1Timóteo 5.9-13, temos um interessante perfil da viúva digna dos cuidados da igreja, o que indica que a condição moral pesava muito nesse julgamento. Há várias questões tratadas nessa passagem, e sugiro que você consulte algum bom comentário bíblico para poder explicá-las aos alunos. Mas não se esqueça de adaptar as recomendações do apóstolo aos dias atuais.

Lição 6 (leia aqui).

Anúncios

19 comentários em “Lições Bíblicas: “As aflições da viuvez”

  1. As aflições são reais; e talvez maiores quando se é revelado a viuvez antecipadamente. Dia a dia, olhar para o seu companheiro e pedir à Deus: a paciência e a confiança, aumentar a sua fé para que não pereça diante da situação. Jamais, imaginei passar por isto, sem saber o dia e nem a hora. Mas, crer que Deus têm os seus propósitos sempre e nada o impedirá.
    Desculpe o desabafo, talvez, seja melhor não postar. E que Deus seja louvado.

    Curtir

  2. a paz do senhor a todos, o assunto viuvez é um tema muito complicado a mulher que perde seu companheiro do dia para a noite é um choque muito grande na vida da mulher e da familia em geral, é muito importante o apoio de todos os amigos e parentes mais proximos, só DEUS para da vitória e o tempo.

    Curtir

  3. eu sei como é dificio de passa pelo uma condição.precaria meu pai morreu tive esperiençia com minha mãe e eu sei que ela passou com meus irmão cada um tinha um problema que nos ajudamos e niguem
    entendia eram 6 só esistia uma perto de nossa cs a estava em portugal 4 esvava junto dela mas dava assistencia ela ficou doente
    o negçio complicou ñ relatar mas dificio ñ der as costa para viuva porque DEUS irá te abençoar bastante
    com esse comentario

    Curtir

  4. Bom o seu comentário, Judson. E, por duas vezes, você questiona a pertinência deste assunto numa lição de revista de escola dominical (ainda bem que alguém está questionando alguma coisa). Eu questiono a abordagem da revista toda. Até acho que esta lição tem um foco bíblico inquestionável, no seu contexto histórico, mas hoje não poucas viúvas têm garantida sua gorda pensão, sendo inclusive baluartes financeiros da família toda. Mas as outras lições que tenho visto e lido nesta revista (misericórdia!) dão mais ênfase à tragédia, aos problemas, privação, doença, morte, etc. que à providência, cuidado, intervenção e favor de Deus. E tudo isso, na minha humilde opinião, de um modo que incentiva o conformismo e não a fé. Problemas todos temos (e não negamos isso) mas é de cima que vem a nossa salvação. Temos de continuar olhando para Jesus, o autor e consumador da fé, em vez (ou ao invés) de nos prostar frente às circunstâncias. Todos os crentes que têm uma visão da glória de Deus, pequena que seja, não se conforma com este mundo e nem com sua perspectiva meramente natural, científica ou médica. Se começarmos a abdicar do sobrenatural, jamais veremos milagres e perderemos o galardão dos justos. Porque o justo viverá da fé, e se ele recuar…

    Curtir

  5. Parabéns, de muita valia seus comentários e sugestões sobre esta lição…

    Curtir

  6. Bom comentário, aliás percebo que suas indicações traduzem auxílio relevante em um plano de aula.

    Curtir

  7. aprendi muito sobre esta lição das viuvas
    muito obrigada
    aparecida

    Curtir

  8. Deus tem o alívio para qualquer dor, que reprime o indivíduo, é n’Ele que encontrará esperança para uma vida melhor, sem sofrimento, solidão ou desespero, mas uma vida superabundante de alegria, paz e maravilhas que Ele pode proporcionar. Afinal, somente Deus conhece o coração humano e suas reais necessidades.

    Abraço.

    Curtir

  9. GOSTEI MUITO DA SUA EXPLANAÇÃO VISTO QUE A REALIDADE DOS DIAS DE HOJE É TOTALMENTEW DIFERENTE DOS TEMPOS DO ANTIGO E NOVO TESTAMENTO

    Curtir

  10. Que Deus continue o abençoando, seus comentários são sempre de grande ajuda pra mim! forte abraço!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s