Morre o pastor Marcelino Margarida

Morreu ontem, dia 27, aos 92 anos, o pastor Marcelino Margarida da Silva. Ele foi um dos pioneiros da Assembleia de Deus do Ministério de Cordovil, na cidade do Rio de Janeiro. Da história dele, não sei quase nada além do que extraí do CPAD News: “Nascido em 17 de fevereiro de 1920, na cidade de São Francisco da Glória (MG), pastor Marcelino se converteu em 1931 e foi batizado nas águas em 1932. Foi ordenado a pastor em 27 de maio de 1945, na Assembleia de Deus em São Cristóvão, no Rio de Janeiro. Em 1959, assumiu a AD em Cordovil como pastor presidente, até ser jubilado em 1976”.

Pastor MargaridaCruzei com ele algumas vezes no corredor do templo da AD de Cordovil, onde congreguei em 1994 e 1995, quando me mudei para o Rio de Janeiro. E essa foi praticamente toda a nossa convivência. Mas é meu costume publicar aqui no blog a morte de líderes com quem tive algum contato pessoal, por mais efêmero.

Minha ignorância sobre a história do pastor Margarida, como era chamado, revela a grande falha da denominação em registrar a biografia de seus líderes, especialmente os mais antigos. O Dicionário do movimento pentecostal,  lançado pela CPAD, veio a preencher parte dessa lacuna, mas não se pode reduzir uma vida ministerial de várias décadas a um verbete de meia página. (Aliás, não consegui encontrar o verbete do pastor Margarida na obra do Isael Araújo. Procurei nos “Silva” e tentei achar um Margarida. Alguém me dê uma luz, que eu depois atualizo a informação.) Homens como o pastor José Pimentel de Carvalho e Anselmo Silvestre, também nonagenários e mortos há pouco tempo, partiram sem deixar nenhum registro substancial de suas experiências. Esse descaso pela nossa história nos faz lamentar duplamente a morte deles.

O sepultamento do pastor Margarida será hoje às 15 horas, no Cemitério Jardim da Saudade, em Paciência, no Rio de Janeiro. Ele está sendo velado no templo de Cordovil.

Anúncios

4 comentários em “Morre o pastor Marcelino Margarida

  1. Saudades, saudades, saudades. Meu pai foi membro da AD Cordovil, convidado pelo Pastor Marcelino, que eu conheci, em minha casa, na Vila da Penha, aos 06 anos de idade. Embora continuasse membro da AD de São Cristóvão, juntamente com minha mãe, acompanhamos o meu pai durante alguns anos em Cordovil, onde participei de vários jograis de Natal, estudei Música com o Emanuel Cícero e o Heitor. À propósito, as Bodas de Ouro dos meus pais foram celebradas lá em Cordovil, pelo Pastor Marcelino, em 1988. Muitas saudades. Ele era PASTOR chamado!

    Curtir

  2. Também acho louvável esta tua iniciativa em ajudar quem queira deixar um testemunho de vida através de um livro. Tive o privilégio de escrever a biografia do meu pastor presidente, lançado em maio de 2002. E já estamos cogitando a idéia de atualizá-lo em nova edição. Também faço um humilde trabalho em meu blog, onde numa série intitulada Pioneiros Pentecostais, tenho postado as biografias de missionários e pioneiros das Assembléias de Deus.

    Sou grato a Deus por trabalhos como o seu, irmão Jacó.

    Curtir

  3. Realmente Judson, a falta de informações relevantes sobre nossos líderes e pioneiros em muitos casos é grande. Tenho procurado entrar em contato com algumas pessoas para, na medida do possível, tentar publicar textos no blog Memórias das Assembleias de Deus algumas informações ou detalhes que enriqueçam nossa história. Mas não é fácil, mas espero que muitos ao lerem seu blog, quem sabe venham a registrar, divulgar ou compartilhar seus conhecimentos sobre muitos servos (as) de Deus.

    De fato, Mário Sérgio. Precisamos de mais blogueiros interessados em nossa história, como você, que vem prestando um grande serviço à denominação.

    Curtir

  4. Convivi com o pastor Marcelino Margarida por algum tempo. Ele era amigo de meu pai e foi um de meus incentivadores ao ministério. Fui membro em Cordovil por alguns anos e tive uma convivência quase que frequente com ele e o saudoso pastor Waldyr Neves. Era uma pessoa extrovertida, de sorriso fácil, suas gargalhadas eram famosas. Não me lembro de vê-lo emburrecido. Sempre o vi bem humorado. Mas você tem razão. Essa ainda é uma grande falha de nossa denominação. Mas para ajudá-lo, se quiser atualizar um pouco mais a postagem, a biografia do pastor José Santos, lançada pela Central Gospel, faz menção ao pastor Margarida. Veja lá que você vai encontrar alguma coisa. Abraços!

    Muito grato pelo depoimento e pela indicação do livro, Geremias.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s