Lições Bíblicas: “Elias no monte da Transfiguração”

Lição 9 — 1.° trimestre de 2013

Ainda com problemas “internetais”, mas creio agora foram resolvidos. Publico o comentário da lição 8 apenas para não desperdiçar o texto, que eu já havia preparado.

A transfiguração foi uma reunião secreta entre dois seres glorificados, Moisés e Elias, e o Filho de Deus, que aconteceu diante de uma plateia privilegiada de três pessoas: Pedro Tiago e João, o círculo mais íntimo das amizades de Jesus. O fato de constar no relato dos três Evangelhos Sinóticos corresponde à publicação posterior de fatos que precisavam ser guardados por um tempo. Apenas o local não foi revelado, mas alguns estudiosos acreditam ser o monte Hermom.

Elias, o Messias e a transfiguração

O papel de Elias na transfiguração não é o principal, mas algo o destaca em sua participação no plano redentor de Deus: ele foi o único que “veio” ao mundo duas vezes num mesmo período. Apareceu em pessoa no monte, com o corpo glorificado, e na pessoa de João Batista, como Jesus explicou aos discípulos (Mt 17.12). Interessante é que a experiência da transfiguração não era nova para Moisés (Êx 34.29-35).

Elias, o Messias e a restauração

Nesta seção, há um conflito com os “Objetivos”. Espera-se que o aluno seja capaz de “explicar a tipologia representada em Moisés e Elias”, mas o comentário diferencia os papéis de ambos: “tipológico” para Moisés e “escatológico” para Elias.

Melhor considerar tudo como tipológico, como diz o Commentary on the New Testament Use of the Old Testament: “Discute-se a razão de Moisés e Elias terem sido escolhidos para estar com Jesus. Alguns afirmam que eles representavam a Lei e os Profetas, dois períodos importantes do AT caracterizados por milagres, ou foram dois precursores messiânicos, pelo menos de uma perspectiva tipológica (com base em Dt 18.15-18; Ml 4.5). Alguns judeus acreditavam que nenhum dos dois havia passado pela morte física: o AT é explícito com relação a Elias (2Rs 2.1-12), e algumas tradições intertestamentárias também diziam o mesmo a respeito de Moisés, uma vez que seu corpo nunca foi encontrado”. (Minha opinião é que Moisés morreu mesmo, porém foi ressuscitado por Deus e apareceu no monte da Transfiguração nas mesmas condições que Elias, não como um espectro, sem corpo. Dake acredita numa “alma corporal”, que seria o caso não só de Moisés, mas também de Elias. É algo a se analisar melhor.)

Elias, o Messias e a rejeição/ Elias, o Messias e a exaltação

A vinda pessoal de Elias foi mantida em segredo enquanto Cristo esteve na terra, porque o sinal que os judeus precisavam crer era o Elias representado em João.

Moisés era considerado o maior dos profetas entre os judeus (Dt 34.10), mas a importância de Elias no contexto do Cristo encarnado é inquestionável. Até Jesus foi confundido com ele (Lc 9.18,19).

Lição 10 (leia aqui).

BIBLIOGRAFIA. Arrington, French L.; Stronstad, Roger. Comentário bíblico 
pentecostal. Rio de Janeiro: CPAD, 2003. * Beale, G. K.; Carson, D. A. Commentary
on the New Testament Use of the Old Testament. 2. reimpr. Grand Rapids; Nottingham: 
Baker Academic; Apollos, 2008. * Bíblia. Português. Bíblia de estudo Dake. Revista
e corrigida 1995. Rio de Janeiro: CPAD, 2009. * Bíblia. Português. Bíblia de 
estudo NVI. Nova versão internacional. São Paulo: Vida, 2003. * Davidson, F. O 
novo comentário da Bíblia. 6. reimpr. São Paulo: Vida Nova, 1985, v. 1. * 
Gonçalves, José. Porção dobrada. Rio de Janeiro: CPAD, 2012. * Halley, H. H. 
Manual bíblico de Halley. Tradução de Gordon Chown. Ed. rev. e ampl. São Paulo: 
Vida, 2001. * MacDonald, William. Comentário bíblico popular: Novo Testamento. 
Tradução de Alfred Poland et alii. São Paulo: Mundo Cristão, 2008. * Radmacher, 
Earl D. et alii. O novo comentário bíblico: Novo Testamento. Tradução de Bruno 
Destefani et alii. Reimpr. Rio de Janeiro: Central Gospel, 2010. * Unger, Merril 
Frederick. Manual bíblico Unger. Revisado por Gary N. Larson. Tradução de Eduardo 
Pereira e Ferreira & Lucy Yamakami. 3. reimpr. São Paulo: Vida Nova, 2011.

 

Anúncios

Um comentário em “Lições Bíblicas: “Elias no monte da Transfiguração”

  1. Judson,

    Esta aula rendeu, foi uma bênção, gosto de ver quando os alunos falam, apesar do número reduzido de alunos, a evasão está grande por lá, mas todos participaram.

    Um ponto apenas me deixou com dúvida, pois o professor e outros dois alunos entendem que a aparição de Elias e Moisés fora algo como uma visão e não corpórea, para mim foi corpórea.

    Agora, um assunto que nada tem a ver com o post, não sei se você conhece o Pr. Mário Freitas lá do Templo Central de Belém, hoje ele passou para glória, era um grande homem.

    Fica na paz do Senhor.

    Fábio, acho difícil que tenha sido uma simples visão. A presença deles era tão real que Pedro, uma testemunha ocular, queria fabricar tendas para eles.
    Não conheci o pr. Márcio. Meus sentimentos à família e aos irmãos de Belém.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s