Lições Bíblicas: “O divórcio”

Lição 7 — 2.° trimestre de 2013

Por motivo de trabalho, não pude fazer a necessária pesquisa que exige o complicado tema no divórcio nas igrejas. De qualquer forma, a lição expressa o posicionamento oficial da denominação sobre o assunto. Na 40.ª AGO, em 2011, a CGADB publicou uma resolução sobre o divórcio de ministros (leia aqui). Creio que o professor não poderá ir muito além desses limites.

Contudo, observo que é cada vez mais comum a aceitação do divórcio nos currais assembleianos. A verdade é que, a despeito das resoluções da CGADB, as convenções estaduais, ministério e pastores estão agindo com bastante autonomia nessa questão. E as exceções não vêm de hoje.

Apenas a título de exemplo, cito  alguns casos antigo e novos que demonstram uma prática bem diferente do que se aceita oficialmente:

 1. M. era líder de mocidade. cometeu adultério e foi excluído. Abandonou a esposa e casou-se com a amante. Tempos depois, apareceu na igreja com a segunda mulher, e ambos foram apresentados como membros da igreja.

2. C. é pastor. A esposa o deixou por um motivo não explicado. Passados  alguns anos, ele desistiu do celibato e contraiu novas núpcias. Nunca deixou de ser pastor, embora não dirija igreja, nem exerça funções eclesiásticas.

3. F.  era amasiado. Havia roubado a mulher de outro. Depois de convertido, exerceu várias atividades na igreja e até dirigiu algumas congregações. Mas como eles nunca se casaram, F. nunca foi oficialmente reconhecido como obreiro, nem mesmo como diácono.

4. D. é político. Teve um caso com a secretária e por fim abandonou a mulher para casar-se com ela. Nunca foi excluído. Ele e a segunda esposa participam normalmente da igreja.

5. J. não conseguia o apoio que desejava para exercer o ministério conforme pretendia. Divorciou-se da esposa e casou-se com outra. Nunca teve o seu status de pastor alterado.

Estamos lidando com um assunto bastante complexo, e cada caso tem as suas particularidades. Generalizar é sempre perigoso, embora isso não nos impeça de perceber as evidentes contradições entre teoria e prática.

Como “segunda opinião”, recomendo a entrevista com Caio Fábio (leia aqui).

Lição 8 (leia aqui).

Anúncios

2 comentários em “Lições Bíblicas: “O divórcio”

  1. Boa noite Judson, paz do Senhor,

    acho um dos temas mais terríveis pra se ensinar, difícil viver no julgo que se coloca sobre os outros, quando leio em Jeremias sobre o dia da visitação do Senhor sobre as nações me preocupa como nosso país está se desviando da verdade, infelizmente vejo que estamos muito fragilizados para recuperar pessoas que sofrem desse mal, precisamos firmar na Palavra de Deus e no Deus da Palavra. Qual seria a carta de Paulo aos brasileiros? Teria algum elogio? E a do Senhor se estivéssemos em uma das cartas de Apocalipse? Que o Senhor nos ajude, pois sem Ele nada podemos fazer.

    Curtir

  2. Verdade vida eterna, mentira vida curta.
    Para nossa meditação:” Pois eu detesto o divórcio, diz o Senhor, Deus de Israel.”- Malaquias 3:16

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s