Lições Bíblicas: “A família e a escola dominical”

Lição 11 — 2.° trimestre de 2013

Há quem pregue o fim da escola dominical como instituição ultrapassada, mas dentro do atual sistema ela ainda tem muita utilidade. Sua importância reside no fato de que ela proporciona conhecimento teológico a quem não tem a oportunidade ou condições de fazer um curso de teologia. Se cada membro individualmente se dedicasse a estudar o tema semanal e pesquisar um pouquinho além da revista, as aulas seriam bem mais proveitosas. Penso também que o currículo deveria estar mais antenado com a realidade atual. Às vezes, bons temas são desperdiçados por estarem fora de lugar ou por não serem devidamente aplicados. Um bom professor sabe fazer isso, mas a iniciativa deveria ser tomada na fonte. É isso que tenho criticado várias vezes aqui.

A origem da escola dominical

Sobre a origem da escola dominical no mundo e no Brasil, já escrevi três artigos (clique nos links abaixo para ler):

A escola dominical foi pensada para as crianças

A escola dominical não começou com Robert Raikes

A primeira escola dominical do Brasil não foi a de Robert Kalley

A escola dominical está presente na vida das Assembleias de Deus no Brasil desde o seu início, quando ainda era chamada Missão da Fé Apostólica. Apenas dois meses depois que Gunnar Vingren e Daniel Berg fundaram a denominação, ministrou-se, em agosto de 1911, a primeira aula de escola dominical. A primeira classe foi organizada  na casa de um membro da igreja chamado José Batista Carvalho, em Belém do Pará.

Finalidades da escola dominical/ A escola dominical fortalece a família

Convém lembrar que, no âmbito da igreja local, a escola dominical é o único departamento que envolve todas as faixas etárias e ainda o público não crente. É um instrumento eficaz para a edificação do povo de Deus. O pastor que valoriza e investe no ensino dominical terá uma igreja a se desenvolver no mesmo ritmo, sem disparidades entre a formação de diferentes grupos e sem abismos que impeçam a transição tranquila de uma faixa etária para outra ou de uma classe de discipulado para outra de ensino mais substancial (adaptado de Curso de atualização teológica).

Lição 12 (leia aqui).

BIBLIOGRAFIA. Araújo, Isael de. Dicionário do movimento pentecostal. Rio de 
Janeiro: CPAD, 2007. * Chaves, Gilmar.Curso de atualização teológica. Rio de 
Janeiro: Central Gospel, prelo. * Renovato, Elinaldo. A família cristã e os 
ataques do Inimigo. Rio de Janeiro: CPAD, 2013.


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s