Lições Bíblicas: “Advertências contra o adultério”

Lição 2 — 4.° trimestre de 2013

Como ponto de partida para o tema da lição de hoje, você pode rever e adaptar o que escrevi como subsídio para a lição 6 do  2.° trimestre (leia aqui).

Conselhos sobre a sexualidade humana

A fascinação com a boca e os lábios é percebida no versículo 3. A boca e os lábios tinham forte conotação sexual no Oriente. Nesse sentido, encontramos várias referências no livro de Cantares (Ct 1.2; 4.3,11; 7.9). Em provérbios, a boca e os lábios têm conotação sexual nas seguintes passagens de Provérbios: 2.16; 6.24; 7.13,21. A metáfora do mel que goteja mostra a atração exercida pela mulher, e o azeite, os atrativos do paladar. O versículo 4 contrasta a doce ilusão do versículo 3 com a realidade amarga. Os adjetivos “amargoso” e “agudo” expressam os males de uma relação ilícita com a mulher estranha. Há um jogo de palavras com os “lábios” (v. 3) e o fio da espada (v. 4). O absinto é uma planta amarga da Palestina que passou a simbolizar a tristeza.  Jeremias escreve: “Encheu-me de amarguras, fartou-me de absinto” (Lm 3.15, A21; leia também Jr 9.15). A espada de dois fios era destrutiva e muito perigosa para a sua vítima. (Adaptado de Comentario Biblico Mundo Hispano).

Sobre a condição da mulher adúltera nos tempos bíblicos: “A definição de adultério para a mulher não era a mesma que para o homem. Toda mulher infiel deveria ser considerada adúltera, diz Eclesiástico, porque se quebra a lei do Altíssimo, é falsa para com o marido, dando-lhe como herdeiro um filho que não é seu [dele], e se contamina. Os interesses da família exigiam a mais severa punição do adultério da mulher; mas a fidelidade do marido, por outro lado, não era tão enfatizada, desde que a sua má conduta não tinha efeito sobre a família. O adultério masculino só era crime se ele seduzisse uma mulher que estivesse noiva ou fosse casada, porque então estaria prejudicando a família de outrem” (Henri Daniel-Rops).

Causas da infidelidade

Sobre a metáfora da cisterna: “‘Sua cisterna’ e ‘seu próprio poço’ [NVI] significam ‘sua mulher’ (ver Ct 4.12,15) — a única fonte legítima de prazer sexual. No Oriente Médio, os poços e cisternas eram propriedades particulares (Jr 38.6) de grande valor (2Rs 18.31)” (Bíblia de estudo arqueológica).

Consequências da infidelidade

Como exemplo de consequência você pode citar a experiência contada pelo autor no livro que acompanha a revista: “Contou-me [um pastor] que acabara de ver um lar sendo desfeito por conta de um caso extraconjugal en­volvendo membros de sua igreja. Segundo me disse, o esposo o procurou para relatar o que havia descoberto no histórico das redes sociais visitadas por sua esposa. Desconfiado do compor­tamento dela, aquele irmão contratou um hacker para instalar um programa espião em seu computador e assim acompanhar as páginas que a sua esposa visitava na Internet. Foi aí que desco­briu que ela havia se envolvido com um homem, inclusive se despindo em frente à sua webcam para o seu amante virtual. O amante virtual se tornou real e o casamento, que começou como um ideal, desabou!” (José Gonçalves).

Sobre as implicações teológicas: “A união sexual é um mistério porque nenhum raciocínio consegue explicar satisfatoriamente a sua influência forte e penetrante no casamento e na vida em seu todo. Embora seja, em essência, um ato físico, implica em muito mais do que simples sensações de prazer físico. Muito embora seu propósito primordial seja a procriação, esse não é, na maioria das vezes, seu objetivo imediato. Pelo contrário, é possível até que a procriação não seja desejada, sem que isso diminua o desejo pela realização do ato” (Larry Christenson). Em resumo, é sempre um terreno perigoso.

Conselhos de como se prevenir contra a infidelidade

Acrescente às suas ponderações este conselho: “Areia Movediça! Afaste-se! Temos motivos para dar muitas graças a Deus pelo fato de a Bíblia, que é a Palavra de Deus e não de homens, apontar firme e sabiamente um grande mal que se tem manifestado em todas as eras e em todas as camadas da sociedade. Ela fala dele clara e abertamente, e todos os que meditam no seu ensino em espírito de oração serão salvos de muitas e dolorosas armadilhas. Se formos apanhados, isso só acontecerá porque nos recusamos a dar ouvidos a voz que nos fala através de textos como esses. A grande cautela que devemos tomar está no controle de nosso pensamento. Nossa mente nunca deve permanecer aberta a maré de pensamentos sugestivos que se quebram ao longo de sua praia. Como outrora o vigia guardava as portas da cidade assim que escurecia, de igual modo a pureza de Deus deve vigiar e guardar a porta dos olhos, dos ouvidos e do tato, para que nenhum emissário do mal consiga entrar e capturar a fortaleza” (F. B. Meyer, sobre Pv 5.1-14).

Obs.: Disponibilizei para download alguns comentários de Provérbios e Eclesiastes (clique aqui para baixar).

Lição 3 (leia aqui).

BIBLIOGRAFIA. Bíblia. Português. Bíblia de estudo arqueológica. Nova versão 
internacional. Tradução de Claiton André Kunz, Eliseu Manoel dos Santos e Marcelo 
Smargiasse (notas e artigos). São Paulo: Vida, 2013. * Christenson, Larry. A 
família do cristão. Tradução de Hélio Delvo Vilela e Myrian Talitha Lins. 5.ed. 
Venda Nova: Betânia, 1996. * Daniel-Ropes, Henri. A vida diária nos tempos de 
Jesus. Tradução de Neyd Siqueira. São Paulo: Vida Nova, 1983. * Gonçalves, José. 
Sábios conselhos para um viver vitorioso. Rio de Janeiro: CPAD, 2013 * Lyons, 
Victor. Proverbios. In: Carro, Daniel et alii (Org.). Comentario Biblico Mundo 
Hispano. El Paso: Mundo Hispano, 1994, tomo 9. * Meyer, F. B. Comentário bíblico 
devocional: Velho Testamento. Tradução de Amantino Adorno Vassão. Venda Nova: 
Betânia, 1993. 
Anúncios

Um comentário em “Lições Bíblicas: “Advertências contra o adultério”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s