Vamos queimar livros?

Mais uma loucura da Gospelândia. Uma página do Facebook está incentivando os leitores a queimar livros evangélicos considerados heréticos e a postar a foto do ato pirotécnico.

Até entendo a queima de livros ou de qualquer outra coisa como ato simbólico, algo de foro íntimo. Alguns convertidos dos tempos apostólicos queimaram livros de magia. Lutero queimou a bula papal que o excomungava. No outro extremo, conta-se que os inestimáveis de tesouros de conhecimento armazenados na Biblioteca de Alexandria foram queimados por ordem de um califa, por injustificável implicância religiosa.

A queima de livros entre os facebookeiros evangélicos, sob a alegação de simples protesto contra heresias, me deixou entristecido porque, ao contrário do que parece, não é um ato isolado, é mais um sintoma de uma síndrome cada dia mais preocupante. O meu histórico eclesiástico e profissional também não me faz entusiasta desse tipo de comportamento.

Pela parte da igreja, como assembleiano, cresci ouvindo histórias de queimas de Bíblias protestantes promovidas pela Igreja Católica. Embora não fossem exatamente grandes intérpretes da Palavra, os crentes daquela época tinham profundo amor e respeito pelas Escrituras, e uma Bíblia que lhes era tirada e destruída dessa forma doía mais que uma pedrada. Era o maior insulto que se podia fazer a um pentecostal. 

Pelo fato de atuar no mundo editorial, tenho uma relação de respeito pelos livros, e não vejo razão para queimar livros ruins ou mesmo nocivos, menos ainda por simples modismo. Eles devem permanecer fora do alcance dos incendiários nem que seja como exemplo de algo que não se deve escrever. O gesto de Lutero, por exemplo, é até compreensível, mas transformou em cinzas um importante documento da história da igreja.

Aliás, por causa do meu trabalho, que envolve pesquisa nas mais diversas fontes religiosas e não religiosas, tenho em minha modesta biblioteca livros que fariam os incendiários do Facebook terem um ataque: obras de Allan Kardec, Livro de Mórmon, Bíblia de estudo batalha espiritual e  vitória financeira (inclusive trabalhei nela, espinhos do ofício), Tradução do novo mundo das Escrituras Sagradas, e não vamos esquecer o Alcorão. E, não fossem ferramentas, estariam ali também.  

Alega-se combate a heresias, e Benny Hinn, Silas Malafaia, Edir Macedo, T. L. Osborn e Mike Murdock estão entre as primeiras vítimas. Há quem ache livros do Benny Hinn uma bênção, fazer o quê! Mas não se iluda: os que queimam os livros dele também não são mais esclarecidos. São a mesma farinha em sacos diferentes (espero não ter contribuído para empobrecer o ditado popular). Crentes que se deixam levar por tais protestos pensam que heresia é tão somente a doutrina do outro.

Aguardem, se a moda pegar vai ter cessacionista queimando obras de Stanley Horton, pentecostal fazendo tocha dos livros John MacArthur, calvinista usando obras de Roger Olson para acender o carvão da churrasqueira e arminiano lançando à fogueira livros de Vincent Cheung.

Não vejo no que está acontecendo um simples atos de protesto e oro para que não seja o estopim de mais uma batalha inútil e insana entre os que deveriam estar unidos pela fé… e ler um pouquinho mais.

Anúncios

Um comentário em “Vamos queimar livros?

  1. Oi, Judson, estou feliz pela maior atividade no seu blog. Uma maravilha, obrigada também pelas obras literárias que tem disponibilizado.
    Interessante sua postagem, minha irmã entrou nesse grupo do face e logo saiu, disse que não aguentou a soberba dos membros, são “intratáveis”. Achei logo então que a sabedoria da qual eles tanto se orgulham não deve ser “a que vem do alto”…

    Um abraço! E lembre-se: A Igreja precisa de você! Como você mesmo postou: “Quanto maior a sabedoria, maior o sofrimento; e quanto maior o conhecimento, maior o desgosto. (Eclesiastes 1.18, NVI)”

    Grato pelo incentivo, Adeliny. Seus comentários sempre me animam.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s