Lições Bíblicas: “A travessia do mar Vermelho”

Lição 5 — 1.° trimestre de 2014

A travessia do mar Vermelho resume as três etapas de um milagre: uma situação impossível (Israel encurralado entre montanhas e o exército egípcio e o mar à frente), uma ação sobrenatural (as águas do mar divididas) e o louvor em gratidão a Deus (o cântico de Moisés).

A travessia do mar

“O físico Colin Humphreys acredita que o fenômeno conhecido como ‘descida do vento’ satisfaz a narrativa bíblica. Isso ocorre quando um vento forte e constante sopra sobre um corpo de água relativamente longo, em comparação com sua largura. O nível da água cai de maneira significativa na parte em que sopra o vento, enquanto a água é empurrada para os lados. Se o vento sopra constantemente ao longo do mar, forma-se um vazio no meio, abrindo-se a ponto de expor o leito. Esse fenômeno é observado até hoje em vários corpos de água ao redor do mundo, quando as condições do vento e a formação das águas contribuem” (Bíblia de estudo arqueológica).

O cântico de Moisés

“Esse cântico parece prefigurar as obras mais poderosas por causa das quais os redimidos cantarão louvores durante as eras infindas da eternidade. O livramento que tirou os israelitas do Egito sob a liderança de Moisés foi tão semelhante ao livramento da igreja para fora do mundo, no fim dos tempos, que um dos cânticos triunfantes dos redimidos no livro do Apocalipse é chamado ‘o cântico de Moisés, servo de Deus, e o cântico do Cordeiro’ (Apocalipse 15.3)” (H. H. Halley).

“As palavras do versículo 21 são as mesmas que aparecem no início do cântico de Moisés (15.1). A ordem das ações aparenta ser: Moisés foi o autor do cântico (v. 1); Miriã liderou os cantos, ou talvez ela tenha atuado como entoadora de antífona [versículo que precede o salmo] no coro. A celebração incluiu música, instrumentos, dança e grande exaltação ao Deus vivo” (O novo comentário bíblico).

A proteção e o cuidado de Deus com seu povo

“Normalmente, a nuvem diurna e o fogo noturno moviam-se na frente de Israel, para mostrar o caminho. Quando Israel dei­xou o Egito, porém, a nuvem se moveu para a parte de trás, de forma a proteger contra os egípcios (Êx 14.19,20,24). Há outras referências a ‘coluna de nuvem’ (ou coluna nebulosa), descendo e colocando-se na porta da tenda do testemunho, quando Moisés entrava na tenda (33.7-9). Possivelmente, a ‘nuvem’ que desceu no Sinai, quando Moisés falou com Deus, era a mesma coluna de nuvem (34.5). Quando Miriã e Arão murmuraram contra Moisés, o Senhor veio na coluna de nuvem e ficou na porta da tenda do testemunho para confirmar a autoridade de Moisés (Nm 12.5ss.). Como a morte de Moisés se aproximava, Josué foi chamado para a tenda do testemunho, onde o Senhor apareceu na coluna de nuvem para ordená-lo como sucessor de Moisés (Dt 31.15). Nestes exemplos, a coluna de nuvem era o lugar da revelação divina.A explicação desse fenômeno não é fácil. A associação do termo ‘nuvem’ com Deus é muito freqüente no AT. Em algumas das passagens aci­ma, o termo ‘nuvem’ pode significar ‘coluna de nuvem’ (Êx 34.5), embora a presença do Senhor seja freqüentemente indicada por uma teofania de nuvem e glória. Talvez haja dois fenômenos diferentes: a nuvem que guiava e a nuvem da presença divina” (Enciclopédia da Bíblia: cultura cristã).

Leia também: Algumas curiosidades sobre o livro de Êxodo.

Lição 6 (leia aqui).

BIBLIOGRAFIA. Bíblia. Português. Bíblia de estudo arqueológica. Nova versão 
internacional. Tradução de Claiton André Kunz, Eliseu Manoel dos Santos e Marcelo 
Smargiasse (notas e artigos). São Paulo: Vida, 2013. * Halley, H. H. Manual 
bíblico de Halley. Tradução de Gordon Chown. Ed. rev. e ampl. São Paulo: Vida, 
2001. * Radmacher, Earl D. et alii. O novo comentário bíblico: Antigo Testamento. 
Tradução de Bruno Destefani et alii. Reimpr. Rio de Janeiro: Central Gospel, 2010. 
* Tenney, Merrill C. (Org.). Enciclopédia da Bíblia: cultura cristã. Tradução da 
Equipe de colaboradores da Cultura Cristã. São Paulo: Cultura Cristã, 2008. 
Anúncios

2 comentários em “Lições Bíblicas: “A travessia do mar Vermelho”

  1. Onde diz que o povo estava cercados por montanhas.

    Caro Vieira, a região do mar Vermelho é montanhosa. Embora não se saiba exatamente em que ponto o povo de Israel atravessou o mar, ninguém contesta essa possibilidade. Aliás, o fato de os egípcios não terem contornado a nuvem à frente deles é indicação de que eles também não podiam atacar pelos flancos. Ao que parece, israelitas e egípcios estavam numa espécie de corredor, com o mar à frente. Como exemplo, veja a imagem abaixo, que mostra a praia de Nuweiba, um dos prováveis locais da travessia:
    Mar Vermelho

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s