Sabedoria ao alcance de todos

***

Nunca deixo de me espantar com os versículos que servem de introdução ao livro de Provérbios. Está lá:

Para conhecer a sabedoria e a instrução; para entender as palavras que dão entendimento; para instruir em sábio procedimento, em retidão, justiça e equidade; para dar prudência aos simples, e conhecimento e bom senso aos jovens. Que os ouçam também o sábio, para que aumente seu conhecimento, e o que entende, para que adquira habilidade para compreender provérbios e parábolas, as palavras dos sábios e seus enigmas.

Um livro que proponha transformar um leviano numa pessoa prudente e um sábio em alguém mais sábio ainda e que se alegue recomendável tanto à elite intelectual quanto a estudantes imaturos parece pretensioso demais. Uma pessoa que não fizesse ideia de seu conteúdo, ao ler essas palavras iria concebê-lo, caso acreditasse nelas, como um imenso volume repleto de segredos inimagináveis finalmente revelados ou mesmo de fórmulas mágicas a se evocar para resolver as complicadas situações da vida.

Mas não é o que se vê em Provérbios. As insondáveis riquezas da sabedoria divina são destiladas em adágios e alegorias compreensíveis a qualquer mortal. “Não tenhas inveja do homem violento”, aconselha o livro em determinado ponto. “Preguiçoso, vai ter com a formiga”, adverte em outro lugar. E quase suplica: “Ouve a palavra dos sábios”.

Umas poucas centenas de frases cobrem as questões mais importantes da vida e não só desvendam a sua essência como apontam rotas seguras em meio ao confuso sistema viário das relações humanas. Seus princípios e conselhos transcendem as alianças bíblicas e dispensações, pois não há em obra alguma retrato mais nítido e detalhado da humanidade, que hoje não é diferente dos povos que viveram outros séculos.

E, ao ler Provérbios, o que mais me espanta é que tendemos a ignorar as claras sinalizações que esse livro extraordinário oferece. Preferimos percorrer as ruas tortuosas e mal iluminadas das influências, teorias e pretensões humanas a moldar a nossa existência pela orientação perfeita inspirada pelo próprio Criador.

Vivemos tempos difíceis, e o mundo se afasta cada vez mais dos ideais que inspiraram os velhos sábios. É hora de ecoar Provérbios em nossa vida. Se não mudarmos o mundo, pelo menos saberemos como sobreviver a ele.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s