Lições Bíblicas: “O propósito dos dons espirituais”

Lição 2 — 2.° trimestre de 2014

“O fato de nenhuma pessoa ser autossuficiente leva à interdependência. Cada crente é um membro do corpo de Cristo; e cada membro precisa dos demais. Juntos, podem fazer o que um indivíduo sozinho jamais conseguiria. Mesmo quando as pessoas manifestam os mesmos dons, fazem-no de modo diferente e com resultados diferentes. Ninguém indi­vidualmente possui um dom na sua manifestação total. É necessária a participação de todos. Os dons devem ser exercidos com amor, por causa do perigo de serem comunicados de modo errôneo, até mesmo por pessoas com as mais sinceras intenções. E todo dom deve ser avaliado pela igreja” (David Lim).

Os dons não são para elitizar o crente

“Os dons do Espírito Santo são para o ministério num corpo de crentes: ‘A cada um, porém, é dada a manifestação do Espírito, visando ao bem comum’ (1Co 12.7). A importância dos dons espirituais está assim no seu papel de ministério comum. A orientação dos dons é, primeiro, para o ‘bem comum’, i.e., o bem da comunidade. Assim cada um dos dons espirituais atribuídos, desde a ‘palavra de sabedoria’ até a ‘interpretação de línguas’, é para o benefício de todos. Desse modo, quando o Espírito Santo se manifesta num dom a um indivíduo, não é por causa do indivíduo, mas para o bem ou benefício de todo o Corpo. Então, os charismata espirituais têm uma referência horizontal, pois, uma vez que eles são dados aos indivíduos, eles são completamente para ‘o bem comum’, para a comunidade de crentes” (J. Rodman Williams).

Edificando a si mesmo e aos outros

“As línguas não interpretadas não edificam a Igreja, mas edificam aqueles que as falam. Então as línguas sem 0 acompanhamento das devidas interpretações não deveriam ser manifestadas na adoração pública. Ainda assim, Paulo não detalha a função edificadora das línguas para aquele que as profere. ‘Ao contrário da opinião de muitos, a edificação espiritual pode acontecer por caminhos diferentes do córtex do cérebro’ [Gordon Fee]. Nã0 existe nenhum sarcasmo na declaração de que a pessoa que fala em línguas edifica a si mesma. Isto é evidente na próxima declaração de Paulo: ‘eu quero que todos vós faleis línguas estranhas’ [1Co 14.5]” (Anthony Palma).

Edificar todo o corpo de Cristo

“Paulo teve coragem de dizer que era um ‘sábio arquiteto’, na edifi­cação da igreja. Nem todo obreiro pode dizer isso, nos dias presentes. Os terrenos em que a igreja está sendo edificada são tão instáveis, que desafiam a capacidade de todos os engenheiros ou arquitetos. Os ventos fortes de falsas doutrinas e movimentos heréticos, disfarçados de genu­ínos movimentos cristãos conspiram contra a estabilidade e a unidade da Igreja de Cristo. Os edificadores de hoje têm tantos ou maiores de­safios do que os do tempo de Paulo, mesmo que tenham mais recursos humanos e técnicos que o apóstolo dos gentios” (Elinaldo Renovato de Lima).

Lição 3 (leia aqui).

BIBLIOGRAFIA. Lim, David. Os dons espirituais. In: Horton, Stanley M. (Org.). 
Teologia sistemática: uma perspectiva pentecostal. Tradução de Gordon Chown. Rio 
de Janeiro: CPAD, 1996. * Lima, Elinaldo Renovato de. Dons espirituais e 
ministeriais. Rio de  Janeiro: CPAD, 2014. * Palma, Anthony. 1 Coríntios. In: 
Arrington, French L.; Stronstad, Roger (Org.). Comentário bíblico pentecostal. 
Tradução de Luís Aron de Macedo e Degmar Ribas Júnior. Rio de Janeiro: CPAD, 2003. 
* Williams, J. Rodman. Teologia sistemática: uma perspectiva pentecostal. Tradução 
de Sueli Saraiva e Lucy Yamakami. São Paulo: Vida, 2011.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s