Que essa não seja nossa

***

Nem me apercebi de que a Copa começa depois de amanhã.

Não assisto a um jogo do Brasil desde 2010. Se você me perguntar a escalação do time brasileiro, sem me cobrar quem seja titular ou reserva, só me lembro do Neymar e do Fred. Ah, e do Julio César. E isso apenas por causas das manchetes que me saltam aos olhos das revistas eletrônicas.

Ao meu desinteresse agora acrescentei a revolta. Fiquei revoltado, sim, com os bilhões investidos no circo da Fifa, enquanto os serviços públicos recebem recursos de time de várzea (acho que ainda se usa essa expressão). Não reivindico aquela bobagem de padrão Fifa. Creio que os brasileiros já estariam satisfeitos com um padrão decente.

Falar de corrupção já é ridículo. Estamos no Brasil. No Brasil do PT. Dos mensalões. Dos vira-latas e dos ratos. Mas tenho que dizer: achei absurda a declaração de Joana Havelange. Como assim, o que tinha de ser roubado já foi? Desde quando essa gente para de roubar?

Mas o principal motivo de minha revolta é que, se o Brasil ganhar a Copa, os ratos do governo terão capital político para garantir a sua permanência no poder e para continuar a devorar tranquilamente o queijo amarelo da pátria amada, idolatrada, salve, salve.

Alguém tinha de protestar contra isso. Não aquele protesto predatório e profissional, que saqueia lojas e mata jornalistas. Um estádio vazio e milhões de televisores desligados teriam o efeito de uma gigantesca bomba política. Mas vá convencer a massa narcotizada a trocar a seleção brasileira pelo verdadeiro Brasil! Eles estarão lá ou diante da TV. Torcendo. Engordando os ratos. Reelegendo-os. Todos terão orgulho de ser o país do équiça. Até a hora de levar a mãe para o hospital, pelo menos.

Assim, optei por um protesto solitário e silencioso, sem outra expectativa que não a satisfação pessoal. Ou, mais provavelmente, uma profunda insatisfação. Vou torcer para que a seleção brasileira nem chegue perto da taça. Se for eliminada na primeira fase, melhor. Nada pessoal contra o Neymar, o Fred e o Julio César. E, se o meu desejo se realizar, quem sabe a massa idiotizada não se vinga nas urnas daqueles que, afinal, merecem algo muito pior que perder uma eleição. Não farão isso por lucidez, mas enfim…

P.S.: Alguém sabe onde eu consigo uma camisa da Croácia?

Anúncios

Um comentário em “Que essa não seja nossa

  1. Judson,

    A esquerda de nosso país está como gosta, nadando no dinheiro da corrupção, a copa foi mais uma fonte onde eles puderam beber. Suas observações pertinentes, mas a fala da Joana foi para tentar minimizar a coisa, pois sabemos que o grosso do dinheiro sairá quando a copa acabar, então, com relação a copa, tem muito a ser “roubado”…

    A nobre presidente, agora nos chama de vira-lata, usando Nelson Rodrigues, a meu ver de forma totalmente inadequada, e fora do contexto, mas eles são assim, usam pensamentos fora de contexto e de pessoas que nunca apoiariam um governo como o deles pra passar uma credibilidade…

    Ainda tenho minhas dúvidas se o Lula não será o candidato, ainda mais com a renovação do apoio do PMDB, pois bem sabemos que este partido, que alguém já disse parecer com alguns líderes de nossa AD, tem um projeto claro nos últimos anos, que é estar no poder, projeto de governo nada…

    Com relação a camisa da Croácia, segue o link

    http://www.netshoes.com.br/produto/camisa-nike-selecao-croacia-home-2014-sn–torcedor-004-4980-016?

    Forte abraço!

    Fica na Paz do Senhor.

    Valeu a dica, Fábio.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s