Estado laico ou Estado louco?

No blog do pastor RenatoIntimação Vargens, leio que a prefeitura de Niterói intimou a Primeira Igreja Batista de Niterói a retirar das dependências do templo uma faixa que diz: “Niterói estamos orando por você!”.

Num país ainda livre e democrático, esse é o tipo de ação governamental que nos leva perguntar: a que ponto chegamos? A intimação (clique na imagem para ampliar) partiu do Departamento de Fiscalização de Posturas, que integra a Secretaria Municipal de Fazenda. Só para lembrar, o prefeito de Niterói é Rodrigo Neves, do PT (que surpresa!).

É mais uma prova de que a ideia do Estado laico, distorcida ao bel-prazer de certas militâncias, está servindo de pretexto e abrindo caminho para atitudes arbitrárias e insanas. Corremos assim o risco de ter um Estado louco, cego pelo preconceito e pelo fundamentalismo ideológico.

Ainda bem que a Dilma está tentando agradar os evangélicos para se reeleger, não é?

Atualização: Por eu ter em mente a presente discussão sobre o Estado laico, achei que fosse um caso do tipo, a julgar pelo que li no blog do pastor Renato Vargens. Mas o meu amigo Fábio José Lima, que é advogado, deu uma olhada na legislação municipal e me alertou que a intimação ocorreu por outro motivo. Procuro sempre me inteirar dos fatos antes de publicar uma notícia, mas desta vez fui apressado e errei. Não terei problemas em repetir todas as palavras acima diante de uma ação abusiva como a que imaginei, mas elas não se aplicam a esse caso.

Anúncios

2 comentários em “Estado laico ou Estado louco?

  1. VERGONHA ,VERGONHA,VERGONHA, OS CANDIDATOS SUJAM A CIDADE COM SUAS PROPAGANDAS,COLOCANDO CAVALETES NAS CALÇADAS E NÃO PODEMOS NEM ANDAR E NINGUÉM TOMA ATITUDE, MAS NÃO PODEMOS SE QUER COLOCAR UM ANUNCIO NA FAXADA EM NOSSO COMERCIO OU IGREJA E LOGO VEM UMA NOTIFICAÇÃO,POIS ELES QUEREM DINHEIRO PARA NOS AUTORIZAREM,É DEMAIS

    Curtir

  2. Judson,

    Dei uma olhadinha na legislação que serviu de base legal na Intimação, é o Código de Posturas do Município de Niterói. A legislação faz exigência de aprovação prévia da autoridade municipal , para colocação de publicidade, ainda que em prédios privados, e ainda fala no pagamento de uma taxa, kkkkk. Ou seja, tenho de pedir autorização e ainda pagar uma taxa, para ter meu pedido deferido, aí posso afixar a publicidade. É um exemplo claro da “preocupação” com a poluição visual, que gera uma graninha para o Município…

    É o Estado louco, por dinheiro…

    Fica na Paz do Senhor.

    Muito obrigado pela informação, Fábio.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s