Tempo de calar

Há tempo de falar, mas também há tempo de ficar calado, principalmente se existe a tentação de falar demais. Há três mil anos, Salomão já dizia que no muito falar não falta transgressão.

Quando falamos demais, tornamos importantes assuntos que nem merecem consideração.

Quando falamos demais, acabamos por dar honra ao canalha.

Quando falamos demais, os nossos argumentos se tornam contraditórios.

Quando falamos demais, a voz da razão cede lugar à ira leviana.

Quando falamos demais, marcamos um encontro com a vergonha.

Quando falamos demais, comprometemos as nossas convicções.

Quando falamos demais, sufocamos a mensagem do evangelho.

Salomão estava certo, e com ele concorda a sabedoria popular e apócrifa: “Passarinho que muito canta suja no ninho”.

Anúncios

Um comentário em “Tempo de calar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s