Lições Bíblicas: “Os impérios mundiais e o reino do Messias”

Lição 8 — 4.° trimestre de 2014

Você pode começar a aula situando os alunos na cronologia do livro de Daniel. Antonio Gilberto informa que “cronologicamente, este capítulo [Dn 7] vem antes do capítulo 5. Basta comparar 5.30,31 com 7.1. Aqui temos a continuação do capítulo 2, uma outra profecia proferida uns 60 anos antes. O assunto é o mesmo, em continuação: as quatro últimas potências mundiais”.

A visão dos quatro animais (Dn 7.1-8)

Para um resumo de cada um dos impérios retratados nos quatro animais, clique nestes linksImpério Babilônico (ou Neobabilônico); Império Medo-PersaImpério GregoImpério Romano.

Aproveite também as orientações de Daladier Lima (clique aqui).

Sobre o quarto animal, H. H. Halley comenta:

Os “dez chifres” do quarto animal (v. 24), que talvez correspondam aos dez dedos dos pés da estátua em 2.41-42, são interpretados como os dez reis ou reinados nos quais o Império Romano foi dividido, ou que foram estabelecidos e autorizados pelo Império Romano. Profeticamente, os dez chifres podem referir-se a uma confederação de dez nações que se formará nos últimos dias. Alguns acreditam que essa confederação poderá surgir na região geográfica que antes era abrangida pelo Império Romano antigo (este, ao contrário dos três reinos anteriores a ele, nunca foi conquistado e destruído, mas caiu mediante a corrupção interna).

O clímax da visão profética/ A vinda do Filho do homem

Finis J. Dake, no livro Revelation Expounded, explica as duas partes da Tribulação:

  • A primeira divisão compreende os primeiros três anos e meio da Septuagésima Semana e é denominada “pequena tribulação”, porque não será tão intensa quanto nos últimos três anos e três anos e meio, por causa da proteção do Anticristo naquele período. A perseguição a Israel, portanto, terá uma fonte diferente na segunda parte, quando Israel será perseguido pela Prostituta e pelos dez reis, como já foi afirmado. Essa primeira parte é o cumprimento de Ap 6.1—9.21. Os juízos do sexto selo e das primeiras seis trombetas ocorrem nesse período, que assim comprovam um tempo de angústia.
  • A segunda e última divisão compreende os últimos três anos e meio da Semana e é denominada “grande tribulação” porque a perseguição a Israel será mais severa nesse período. O Anticristo, que protegerá Israel nos primeiros três anos e meio, quebrará o acordo no meio da Semana e se tornará seu pior inimigo. A tentativa de destruir Israel atrairá os juízos das sete taças dos três últimos e metade de anos. A segunda parte da Tribulação é o cumprimento de Ap 10.1—19.21. Jesus, Daniel, Jeremias e muitos outros descrevem esse período turbulento como o pior da história de Israel, como nunca houve na terra e nunca haverá (Dn 12.1; Jr 30.4-11; Mt 24.21,22; Ap 11.1,2; 12.14-17; 13.5-7 etc.)

Sobre a abrangência do governo do Anticristo leia o comentário de Dake que publiquei na lição 10 do 2.° trimestre de 2012, na seção “A plataforma de governo do Anticristo” (clique aqui).

Nota: Deixe o seu comentário, esse retorno é importante para mim. Se quiser compartilhar algo sobre o assunto desta lição com os outros professores, fique à vontade para usar este espaço.

Lição 9 (leia aqui).

BIBLIOGRAFIA

Anúncios

2 comentários em “Lições Bíblicas: “Os impérios mundiais e o reino do Messias”

  1. Deus o abençoe grandemente, estes ensinamentos tem me ajudado bastante e esclarecido muito.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s