Não deseje coisa boa às pessoas erradas

Na década de 1980, o meu amigo Leandro Ferreira era promotor da Cruzada Mundial de Literatura para a Região Sul do Brasil, e todos sabem que essa entidade é famosa pelos folhetos que publicava para as mais diversas situações, como Finados, formatura, e assim por diante.

Ele me contou que certa vez um inexperiente evangelista provocou tumulto num hospital quando distribuiu aos doentes um folheto que continha uma mensagem positiva, mas que não foi bem recebido naquela casa de saúde.

Título do folheto: Boa viagem.*

* Baseado nessa história, escrevi um pequeno conto, que já publiquei aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s