O balido faz sete anos hoje

Pois é. O blog anda meio parado, ainda respirando por aparelhos. Neste ano do Senhor de 2016, foram apenas doze publicações, treze com esta.  Meus dezessete neurônios recusam-se a encerrar o recesso criativo, como deputados que, não satisfeitos com longas férias, resolveram estender a folga por todo o mandato.

Mas resolvi retomar as atividades assim mesmo, a partir desta data, porque penso a capacidade de produzir umas pobres linhas foi o dom que Deus me deu, e às vezes tenho a grata surpresa de saber que já ajudei algumas pessoas com isso.

Não quero viver a síndrome do talento enterrado, então que com o texto bruto e apressado deste espaço eu possa acrescentar aos cofres do Reino um mínimo de juros.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s