Na expectativa de domingos melhores

Ontem à tarde, a queda de energia no prédio e a falta de uma boa companhia empurraram-me para um programa solitário nos Shopping Palladium, que fica aqui perto.

O churrasco de quitinete feito em churrasqueira elétrica (pão de alho recheado, linguiça toscana e contrafilé Angus consumidos entre goles de Santa Alba Reserva) ainda pesava no estômago, por isso me mantive longe das ofertas gastronômicas, exceto por um espresso de avelã (não consegui identificar o gosto) no café da loja das Livrarias Curitiba.

Ainda no café, sentei-me numa das poltronas que cercam o ambiente e li o prefácio e um capítulo de Exorcismo, de Thomas B. Allen, que alguém havia deixado ali. O livro conta a história real de possessão demoníaca que inspirou o filme O exorcista, e a leitura me interessou. Mas eu também eu não estava no clima para comprar livros.

Então optei pelo cinema e dirigi-me ao espaço da UCI, que fica no terceiro piso. Em cartaz, o último filme estrelado por Tom Hanks. Já estava na fila da bilheteria, quando me dei conta da ironia da situação: ali estava eu, um cristão, prestes a comprar a minha entrada para o Inferno. Isso depois de ficar no escuro e de ter a atenção atraída para um caso de possessão demoníaca. Pois é. Nessa fieira sinistra de coincidências, até o bom churrasco acabou virando uma metáfora desagradável.

Decididamente, preciso melhorar os meus domingos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s